#Notícias Unitoledo
 
 

Agências Experimentais de Comunicação do UniToledo movimentam o semestre

Teoria aliada à prática, empreendedorismo, extensão e empregabilidade. O semestre começa com muitas novidades para os alunos de Jornalismo e de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário Toledo. Agora os acadêmicos contarão com o atendimento e supervisão exclusivos dos professores do curso. As agências experimentais fazem parte dos Núcleos de Extensão da área da Economia Criativa.

 

AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

Trata-se de um espaço que possibilita aos alunos do curso a aplicação prática dos temas de aprendizagem discutidos em sala dentro de uma perspectiva interdisciplinar. Tem a finalidade não só de completar a educação universitária, mas também para afirmar um compromisso com a realidade social da comunidade onde a universidade está inserida. Assim, na Agência Experimental de Publicidade e Propaganda, busca-se reproduzir o espaço de uma agência publicitária, onde todas as atividades são desenvolvidas pelos estudantes supervisionadas por professores – profissionais publicitários. A agência funciona também como hub de disseminação de conhecimentos, por meio da realização de oficinas de qualificação profissional – oferecendo à comunidade acadêmica, mas também à sociedade, cursos livres e palestras de atualização sobre as ferramentas técnicas e de conhecimentos gerais sobre Comunicação e Publicidade e Propaganda.

Portanto, a Agência Experimental de PP, como laboratório de práticas, complementa a formação acadêmica, desenvolve as competências transversais exigidas de nossos alunos, além de proporcionar também o espaço e a oportunidade para a realização de estágio não-obrigatório e melhorar a capacidade de tomada de decisão e a identificação de oportunidades empreendedoras tão importantes para o exercício profissional.

No UniToledo, desde 2009, a Agência Beta, agência experimental do curso de PP, tem o objetivo de possibilitar a experiência prática profissional para os acadêmicos do curso. Desde então, foram atendidos clientes do terceiro setor da cidade de Araçatuba e região, além de demandas do curso, institucionais e advindas de projetos de extensão realizados pela faculdade.

Essa Agência Experimental será ministrada pela publicitária, mestre em Televisão Digital pela UNESP Bauru, e docente do curso, Eliane Cintra Rodrigues Montesol. De acordo com ela, os projetos da agência farão com que o aluno alinhe ainda mais a teoria à prática. “O aluno vai vivenciar a rotina de uma agência de propaganda, aprendendo na prática a planejar, produzir e executar campanhas, peças publicitárias, orçamentos e tudo mais que faz parte do dia a dia de uma agência. Eles integrarão conhecimentos e desenvolverão competências, tornando-os mais familiarizados com as demandas e os verdadeiros desafios da profissão”, relata.

Eliane se sente feliz em poder contribuir com os alunos e instituição, e afirma que a agência pode auxiliar ainda mais na preparação da vida profissional. “Sabemos que a experiência prática aumenta as chances do aluno competir e entrar no mercado de trabalho. É excelente para o currículo e um espaço privilegiado de aprendizado e troca de experiências. Acredito que teremos excelentes oportunidades de aprendizado e crescimento profissional nesse ambiente da Agência Beta”, finaliza.

 

 

AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE JORNALISMO

A Agência Experimental de Jornalismo é um espaço colaborativo que promove o desenvolvimento de habilidades ao reconhecer os conhecimentos específicos para o exercício profissional visando a reflexão crítica de atitudes alinhadas à prática jornalística ao contextualizar, interpretar, investigar e explicar fatos e informações. Em uma perspectiva interdisciplinar, os alunos são imersos na análise de notícias e produção de conteúdo jornalísticos para mídia sonora, impressa, audiovisual e multimídias atuando nos diversos laboratórios do curso. Trata-se da construção de equipes multifacetadas desenvolvidas para experimentar e inovar as linguagens jornalísticas.

Com base nos temas de aprendizagem ofertados nas aulas presenciais e digitais, o objetivo da Agência Experimental de Jornalismo é promover de forma transversal a vivência dos elementos de pesquisa, apuração, escrita, gravação, edição e publicação de textos jornalísticos nos gêneros informativos e opinativos a partir das características de cada mídia para atuar no campo profissional de forma ética, na consolidação da democracia e exercício pleno da cidadania.

A Agência Experimental de Jornalismo do UniToledo será ministrada pelo jornalista, escritor, mestre em Comunicação pela Unesp Bauru, e docente do curso, Fernando Verga. “É estimulante participar da nova Agência Experimental de Jornalismo, pois a prática jornalística é bastante dinâmica e exige bastante proatividade. Essa é uma das melhores oportunidades que os estudantes têm para praticar ou até iniciar as primeiras experiências jornalísticas”, detalha.

Segundo Verga, a nova agência tem a capacidade de contribuir para o desenvolvimento profissional dos alunos da graduação. “Vai acrescentar ainda mais na dinâmica do curso de Jornalismo, que já realiza muitas produções em suas disciplinas práticas. Penso que quanto antes os estudantes participarem dela, mais cedo iniciam sua capacitação prática para a profissão. O jornalismo é uma área que se transforma rapidamente e cada vez mais inova nas plataformas digitais, então a agência pode colaborar com os estudantes durante todo o curso na prática dessa profissão resiliente. Serão produzidos jornalísticos para rádio, TV, jornal, revista e internet”, afirma.

Tanto a Agência Experimental Beta quanto a nova Agência Experimental de Jornalismo são coordenadas pela professora mestre Melissa Carolina de Moura, que também é coordenadora dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda do UniToledo.